Stress emocional. O que é e que sinais dá o corpo

Que o stress e as emoções andam de 'mão dada', poucas ou nenhumas dúvidas restam, mas sabia que o excesso de sensibilidade emocional pode desencadear uma condição crónica bastante incapacitante?

11/08/2017 - 01:30 hs
Foto: Reprodução

Stress emocional é o nome dado a uma patologia mental, por vezes crónica, que se carateriza pela intensidade dos sentimentos perturbadores. Esta condição espelha-se por uma sensibilidade emocional de tal forma excessiva que condiciona as emoções e pensamentos da pessoa.

O stress emocional desencadeia-se de forma silenciosa e natural, dificultando bastante a sua perceção e diagnóstico, informa o site Food Matters, destacando que este tipo de stress causado por emoções está na base de muitos distúrbios alimentares e daquilo a que a ciência chama de fome emocional.

Como lhe revelámos aqui, a hormona do stress – o cortisol – é capaz de interferir com a vontade de comer, impulsionando essa fome emocional (uma vontade súbita de comer, mesmo quando existe uma fome real, e cujo objetivo é ter prazer e satisfação, e não obter a sensação de saciedade). Esta ligação constante entre o stress e a comida é também um dos principais trampolins para o crescimento dos casos de obesidade um pouco por todo o mundo... mas não só.

Um recente estudo da University College London, no Reino Unido, vem reforçar a ideia de que o stress pode ser um dos principais impulsionadores da obesidade e, por arrasto, de outros problemas de saúde, como as doenças cardiovasculares e o cancro.

De acordo com a publicação, entre os principais sintomas de stress emocional estão os seguintes:

1 - Necessidade (não biológica) de comer alimentos que tragam conforto, calma e prazer;

2 - Ganho inesperado de peso, especialmente na zona abdominal;

3 - Fadiga extrema;

4 - Problemas de memória;

5 - Dificuldades em dormir;

POR DANIELA COSTA TEIXEIRA - LIFESTYLE SAÚDE